quinta-feira, 4 de junho de 2009

Torpor

agora, você poderá me ferir da forma mais brutal que possa imaginar. certamente não irei sentir absolutamente nada. nada mais me abala. só a dor, que me invade, e me incapacita de sentir qualquer outra coisa. eu queria gritar, chorar, correr, sumir, e até mesmo morrer; mas esse torpor, essa paralisia não me deixam fazer nada que eu não seja soluçar. agora sem lágrimas. talvez eu já tenha acabado com todas elas. eu só sou capaz de ter conciencia de uma coisa: depois de ter tido o seu amor, e te-lo desperdiçado, jogado fora de tal maneira.. jamais serei aquela pessoa de novo; aquela que sem saber, foi acabando com tudo. foi destruindo os nossos sonhos, e eliminando as possibilidades de sermos felizes um dia. essa pessoa está morrendo, com todo o resto.. sua infantilidade; seus momentos que seriam eternos em sua memória; sua capacidade vasta de simples e rapidamente amar; seu dom de observar, e por incrível que pareça achar coisas boas nas outras pessoas; a sua habilidade para ser uma pessoa adorável aos olhos de muitos; seu sorriso; seu amor; seus sentimentos; a sua vontade de tentar ser melhor a cada dia; o seu desejo, de estar contigo e mais ninguém. estar contigo, e só ser a pessoa mais feliz que ela conseguia imaginar. estar contigo e te dar tudo aquilo que vocês sonharam em um dia ter. estar contigo e continuar sonhando, lutando, construindo, mudando.. estar contigo e somente viver.. coisa que não será mais capaz.. coisa que ela jamais conseguirá novamente. porque agora não existem mais chances. ela gastou todas as fichas. e espera calmamente pela morte que certamente virá envolve-la e leva-la para onde você não poderá alcança-la. e ela só espera que você saiba, que você foi o amor da vida dela, apesar de todos os erros. que você foi a força que a motivava a continuar vivendo. e que ela jamais quis te fazer passar por tudo o que ela fez; que ela vai te amar eternamente.. até quando for capaz de sentir amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada pela sua visita!
Eu adoraria receber um comentário seu!
Volte sempre ;)
Beijos, Bruna