quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Máscara


"[...]Tira a máscara que cobre o seu rosto. se mostre e eu descubro se eu gosto do seu verdadeiro jeito de ser. [...]" Máscara - Pitty

eu quero saber o porque. e só se alguém souber me responder eu vou parar de questionar. porque as pessoas não se permitem serem elas mesmas sem construir mácaras de como gostariam de ser? será que elas não entendem que podem machucar alguém com essa atitude? e machucar não é apenas magoar, mas deixar uma marca da qual a pessoa vai se lembrar pro resto da vida. machucar nessa caso seria traumatizar uma pessoa que vai sempre duvidar de tudo e todos. sinceramente? pro inferno todos vocês, sua falsidade, hipocrisia e mediocridade. eu estava quieta no meu canto. e em nenhuma das vezes fui atrás de ninguém, mas em todas elas saí ferida. não quero mais saber de amar. não numa história na qual só eu ame e a outra pessoa interprete. o mundo está cheio de atores! mas eu só quero uma pessoa capaz de amar verdadeiramente. me enganei mais uma vez, mas prometo a mim mesma que jamais vou amar e me entregar novamente dessa maneira. e com essa atitude vou acabar virando mais uma atriz. graças a essa grande idiotisse que é a sociedade. obrigada.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

é a vida.

muito ruim quando acontecem coisas que nos deixam absolutamente perdidos. insuportável ver tudo que você achava estar bem simplesmente se difazer na sua frente e você não poder fazer nada pra mudar.
sem mais.
Bruna Fleming.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009


engraçado como só no fim do ano a gente percebe que deveria ter aproveitado todos os dias como se fossem unicos. é triste ver que mais um ano se passou e assim que acabarem as aulas nós podemos nunca mais ter o contato que tivemos com aquelas pessoas.. que talvez nunca mais possamos passar cinco horas do nosso dia ao lado delas, e ali rir de cada besteira contada por alguém do grupo, ouvir os problemas de familia uns dos outros, rir das palhaçadas que todo mundo acaba fazendo porque no fundo apesar de idiota é engraçado. só de pensar que cada uma daquelas pessoas é uma vida que vai continuar apesar de eu não fazer mais parte delas, aperta o coração. porque por mais que não fôssemos os amigos mais íntimos, hoje em dia temos maturidade pra perceber que não vale a pena se prender a briguinhas de quando estávamos no ensino fundamental I. claro que isso não se aplica a todos os casos, sempre há aquelas pessoas que a gente não vê a hora pra se ver livre, não vê a hora de acordar e não ter que ver a cara daquele ser todos os dias. mas apesar de tentar fazer do fim do ano o melhor não é por isso que temos que ser falsos e fingir que nunca houveram desentendimentos. não é porque o ano está acabando que você vai dar um chocolate a uma pessoa com a qual você passou o ano todo trocando xingamentos e vai apagar tudo o que uma disse pra outra. agora é a hora de se aproximar mais, de rir mais, de chorar mais, de ser mais feliz mas sem ser falso pra fazer tudo isso, afinal se for pra ser falso que valor vai ter todo o esforço de sorrir e abraçar uma pessoa com a qual você não vai com a cara? eu sei que na hora da despedida vai ser impossível conter as lágrimas, mas a sensação de dever cumprido concerteza estará em meio as minhas emoções. e eu vou agradecer a cada um por terem feito desse ano um dos melhores ♥