segunda-feira, 9 de agosto de 2010

I'd give it all I'd give for us.


Eu só espero que você se dê conta a tempo. Que quando olhar a sua volta e nada mais te fizer feliz, e você sentir necessidade de ter alguém ao seu lado eu ainda esteja aqui. Só espero que não seja tarde demais pra perceber que tudo o que você precisa eu estava disposta a te dar. Só espero que ainda dê tempo de se desculpar por todos os erros, e que quando você disser que eu - mesmo assim - te amo, você me ame também. Então acorde, sê de conta, desperte, e olhe pra mim enquanto ainda estou aqui, enquanto não é tarde demais.

insipiração:  Nickelback - Far Away

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

A distancia.



Não pense que só porque estou longe, só porque não tenho contato verbal com você quer dizer que eu não sei o que você anda fazendo. Mesmo a distancia te acompanho, sei o que você faz e quando fazer. Chorando vi você me superar e seguir em frente. Fiquei triste junto com você quando algo não deu certo. E agora que acabei de saber que vai realizar um dos seus sonhos, parece besteira, mas chorei de emoção e felicidade por você. Mesmo sabendo que enquanto tudo isso acontece e eu sinto como se estivesse do seu lado em todos os momentos, você vai seguindo sua vida sem mim, sem sentir a minha falta, sem saber o que eu seria capaz de fazer pra te ver mais feliz se estivesse ao seu lado. Mesmo assim ainda não consigo parar de correr atrás de noticias suas, não consigo não querer saber se você está bem. E mesmo que a gente nunca mais volte a se falar, mesmo que tudo o que eu tenho feito seja em vão. Sempre vou me preocupar e querer saber de você. Vou seguir te amando a distancia. 

quinta-feira, 3 de junho de 2010

século XVIII



As vezes - muitas vezes - sinto-me como acho que se sentiam aqueles poetas românticos do século XVIII que a minha professora de literatura tanto menciona. Aqueles que se apaixonavam por um "ideal" e lutavam com todas as forças pra conseguir aquilo o que tanto desejavam; e que se sentiam tão melancólicos a ponto de se trancar, se embriagar e tragar até morrerem de tuberculose. Mas no meu caso as coisas não são tão fáceis. Muitas vezes me passa pela cabeça a ideia de simplesmente largar tudo pra trás, pegar todo dinheiro do banco e gastar. E assim que ele acabar e se for com futilidades, que leve junto consigo minha lucidez e capacidade de raciocinar. Porque eu simplesmente não aguento mais ter que respirar, ter que atuar e finjir que minha vida vai muito bem quando nunca vai. Talvez todo mundo pense assim em algum momento, ou talvez eu seja uma aberração doente que precisa de mais do que umas boas palmadas pra largar de se ingrata. Mas eu só queria poder me isolar de tudo, me embriagar e tragar - não necessariamente no sentido lógico da palavra - até morrer porque não há nada nesse mundo que me faça querer continuar viva. Talvez eu esteja generalizando muito as coisas; talvez eu esteja exagerando; talvez isso seja loucura ou só delírio. Talvez daqui a algum tempo eu olhe pra trás e me pergunte como fui capaz de pensar assim. Mas talvez eu continue pensando assim durante um tempo, talvez eu não mude de ideia; talvez isso seja mesmo o que eu vou continuar querendo. E quem sabe se talvez não será o que eu vou fazer.

terça-feira, 20 de abril de 2010

garotas, GAROTAS!

Acabo de me deparar com um perfil no orkut que me deixou realmente intrigada, na verdade, não com o perfil mas com uma das comunidades da qual o ser faz parte. Uma que diz na descrição, várias características sobre garotas, que as fazem parecer extremamente fúteis; e no caso, quem faz parte da comunidade, quer dizer que é exatamente ao contrário daquilo tudo. Que não liga pro cabelo, não vive sorrindo e tentando conquistar as pessoas, não quer um namorado bonito - e rico - entre outros. Mas o fato é que eu conheço aquele ser, convivo com ele desde o ano passado, todas as maravilhosas e encantadoras manhãs na escola.. e sei melhor do que ninguém, que apesar do cabelo dela não ser o mais bonito, ela se preocupa sim com ele, a ponto de copiar o MEU penteado! Além disso, entrou na modinha das unhas coloridas; vive sorrindo e, agora está se achando popular porque 5 pessoas a mais falam com ela. Mas esse texto não é pra acabar com a menina, e sim pra questionar: a quem aquelas 2.851 meninas que fazem parte da tal comunidade querem enganar? será que elas realmente são tão estranhas e excluídas - ou não - quanto a descrição diz? Porque se elas agem igual a que eu conheço, sinceramente elas só enganam a si mesmas pensando que são diferentes, melhores e, que um cara deveria se sentir lisonjeado quando ela se apaixona por ele, porque afinal ela não é fútil como TODAS as outras garotas. Se é que ela pensa assim mesmo; se é que ela lembra porque entrou na comunidade. É eu acho no fundo da minha mente adolescente, que no fundo toda garota quer estar bonita, ter vários amigos, ser popular, e namorar um cara bonito. A não ser que ela seja um ET! Eu sinceramente não sei porque tanta gente acha tão legal fingir que é tão diferente quando no fundo somos tão e muito iguais. afinal somos só garotas. e apesar de queremos - e ao mesmo tempo não - ser diferentes, somos iguais, mesmo com nossas diferenças.

segunda-feira, 22 de março de 2010

Hipifania


Mais perguntas (...) porque a maioria das pessoas, fala coisas que gostariam de falar como se fosse brincadeira? Sendo que no fundo aquilo não passa de um sentimento/vontade/sensação verdadeiros. Isso quando eles sabem "disfarçar" que aquilo que acabaram de dizer não passa de uma brincadeira, quando na verdade o que acabaram de dizer é bem aquilo que queriam dizer mesmo. Porque ainda pior é quando nem isso as pessoas fazem, alguns simplesmente não falam, simplesmente mastigam e engolem tudo aquilo que deveriam - ou não - dizer, mas que independente disso sentem uma vontade mais do que esmagadora de falar. Eu sinceramente não entendo como conseguem guardar certas coisas. Como conseguem continuar a imaginar como seria se dissessem. Confesso que durante um bom tempo na minha vida agi assim, guardando tudo pra mim; e depois de perceber que não me levou a lugar nenhum remoer meus sentimentos decidi que jamais vou fazer isso de novo; jamais deixar que o medo de jogar me impessa de tentar jogar, afinal se não tentar nunca poderei ganhar. E mesmo que não ganhe, nunca vou saber como teria sido, nunca vou saber como não ganhar o jogo... A partir de agora e pra sempre, vou falar, falar pelos cotovelos, pra quem já não se importava com o que os outros pensam, vou me importar menos ainda, vou ser mais eu mesma, vou poder respirar mais fundo e nunca mais sentir aquele nó que me fazia engasgar. E finalmente ser livre, liberta de todas as neuras quanto a "amores platônicos" e afins. E é isso ai:*

sábado, 20 de fevereiro de 2010

tirado de uma conversa no msn.


"eu só queria não te-lo conhecido. ou talvez não ter me apaixonado. tava tudo bem até e sentir que ia perder ele. tudo bem até eu me dar conta do quanto ele era importante. e no fundo ele nem é tão especial assim. ele é definitivamente só um rosto bonito. a pior parte é quando gostamos de alguém que é um completo idiota. é pior do que gostar de um cara feio."

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Eu não.


Antes de te conhecer eu não sofria por não saber que você existia. Eu nunca sai por ai atrás especificamente de você. E eu nem mesmo o faria. Não fui aquela festa por sua causa e sinceramente se soubesse que ia passar por tudo isso depois daquele maldito funk eu nunca o teria deixado chegar perto de mim. Ou talvez eu tivesse; porque apesar de tudo isso que está me causando você também me fez bem. Fez e me faz bem até hoje; não entendo e tenho raiva de ter me tornado tão dependente da sua opinião com pouco significado. Afinal o que você tem demais? Além desse seu cabelo? É esse é o meu maior problema. Você não tem nada demais e mesmo assim eu simplesmente não consigo deixar de gostar de você. Existem tantas pessoas mais maduras e com alguma coisa na cabeça e eu me pergunto: porque ainda quero estar com você? Porque ainda quero estar com um cara que não sabe o que quer; e que quer fazer coisas só porque os amiguinhos dele vão achar legal. Eu deveria saber que você assim como os outros iria mudar sua opinião tão formada sobre ser contra motos depois de ter conversado comigo. Agora eu posso perceber que eu realmente fui muito mais importante pra você do que você foi pra mim. Apesar de só eu sofrer agora, e de saber que vou continuar assim por um tempo por alguém que não merece; é de você que eu tenho pena. Porque eu sim sei o que eu quero e eu vou atrás disso. Mas e você? E quando todos seus amigos estiverem casados e com filhos? Como você vai estar? Vai querer se casar também só porque eles vão achar legal? Ou vai arrumar amigos mais novos para impressionar eles com sua vasta "experiencia"? Eu sinceramente não sei. E no fundo nem você sabe.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Amor é amor ;


"Amizade é amizade. Falsidade é inveja. Inveja é fruto da sua própria falta de competência!! Tem coisa pior do que esse amor trivial que ronda insensívelmente nosso ciclo de amigos? Pessoas que mal te conhecem, te chamam de querida(o) e não economizam em dizer que te amam(o tempo todo!). Sem trégua, sem pensar no que estão dizendo e sem nem ao menos SENTIR o que é o amor.... Amor é algo muito maior do que isso, é algo que se constrói com o tempo, através de atitudes que incluem carinho, afeto, AMIZADE, conforto e apoio."

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

le pido a la luna ...


Não importa onde você está nem o que está fazendo neste momento . O que importa é que saiba que , em cada instante da minha vida , pensei em você , que mesmo sem conhecê-lo , cada passo no meu caminho tem sido para chegar a você , e a cada manhã abro os olhos com a esperança de encontrá-lo. Cedo ou Tarde você vai chegar. E a cada noite peço à Lua que o guie pela vida, para que você chegue logo a mim. Não importa que você tenha vivido antes de mim, o que importa é que, mesmo sem nos conhecermos, o amor já existe em mim, que minhas lágrimas por fim vão chegar ao seu objetivo, porque só de saber que você existe , você me faz querer viver. E cada lágrima e cada golpe finalmente terão sentido, porque voltaria a percorrer o mesmo caminho se fosse para chegar ate você ...

Dulce María - dulce amargo